Acolhida

Acolhida

O que é a pastoral?

Os agentes da Pastoral da Acolhida são responsáveis pela comunicação interpessoal na comunidade. Garantem no dia a dia a Imagem da Igreja – Mãe acolhedora, e recebem em primeira mão sentimentos e desejos do povo de Deus
Procuramos cumprir a orientação bíblica: “Acolhei-vos uns aos outros, como Cristo nos acolheu para a glória do Pai” (Rom 15,7). É um trabalho de acolhimento aos irmãos para que possam se sentir melhores nas missas e encontros. Estamos a disposição, dentro dos nossos objetivos, para cumprir com as necessidades da paróquia.

O que é a pastoral?

Os agentes da Pastoral da Acolhida são responsáveis pela comunicação interpessoal na comunidade. Garantem no dia a dia a Imagem da Igreja – Mãe acolhedora, e recebem em primeira mão sentimentos e desejos do povo de Deus.

Procuramos cumprir a orientação bíblica: “Acolhei-vos uns aos outros, como Cristo nos acolheu para a glória do Pai” (Rom 15,7). É um trabalho de acolhimento aos irmãos para que possam se sentir melhores nas missas e encontros. Estamos a disposição, dentro dos nossos objetivos, para cumprir com as necessidades da paróquia.

Qual é o objetivo da pastoral?

Passar a imagem de comunidade bonita e acolhedora. Essa imagem está muito ligada à qualidade de recepção: as pessoas que vêm à nossa Igreja devem voltar para casa mais felizes e agradecidas, com a sensação de que continuar participando faz bem.

Como se trabalha?

Acolhimento nas missas, encontros,batizados, casamentos, dia da Palavra e outros eventos.

Quais são as necessidades da pastoral?

A principal é criar dentro da pastoral o “Ministério da Acolhida”, quando se formarão grupos de acordo com suas aptidões, para visitarem as famílias novas que chegam, visitas domiciliares nos momentos marcantes, visita a doentes e outras ações de envolvimento comunitário. 

Acolhedores

A Pastoral da Acolhida é um elemento constitutivo da evangelização que revela o coração de Jesus cheio de misericórdia e de esperança. Sendo ela uma ação eclesial, a pastoral envolve a todos, pois “a evangelização é obra de todos e a unidade é força motora de qualquer pastoral “(EM 60).

Origem dos Acolhedores

Toda igreja tem várias frentes de trabalho onde os católicos confirmam a sua fé ou participam por motivos sociais, como batismo, crisma, 1ª comunhão, curso de noivos, encontro de casais e outros.

Após a sua confirmação de fé, as pessoas sentem necessidade de doar-se ou retribuir a Cristo a graça recebida.

A acolhida deve estar sempre de braços abertos para receber a todos aqueles que queiram doar-se e colaborar para o seu engajamento paroquial.

Características dos Acolhedores

Se as normas, leis ou obrigações fizessem o bom acolhedor seria muito fácil formar uma equipe de Acolhedores, mas não é somente seguindo as normas que iremos acolher,poderemos receber bem, mas nunca Acolher.

0 ato de Acolher exige DOAÇÃO, RESPEITO E AMOR (Amar o próximo como a si mesmo). Mas se deixarmos nossas equipe serem conduzidas só pelo amor, a possibilidade de termos problemas será muito grande, pois teremos o amor individual e não o amor coletivo . Para termos o amor coletivo, temos de ter respeito e compromisso a Doação.

Regras Básicas do Acolhedor

  • Não há necessidade de estender a mão a todos, somente aos mais íntimos. Um sorriso ou cumprimento e mais importante.
  • Evite cumprimentar com beijos, pode inibir os não íntimos.
  • Evite ser estrela, com atitudes de acenos ou batidas nas costas.
  • Tratar todos com respeito e cortesia.
  • Conduzir até os bancos, pessoas idosas, em cadeira de rodas, carrinhos de criança, crianças no colo.
  • Tentar identificar pessoas que estejam de passagem ou visitando a paróquia, para serem apresentadas a comunidade (principalmente pessoas de outros paises ou estados).
  • Atender as crianças que estejam atrapalhando as celebrações, entretendo-as fora da nave.
  • Sempre chamar as pessoas de “senhor ou senhora”.
  • Falar ou orientar sempre em voz baixa.
  • Evitar risadas no interior da igreja.
  • Jamais mascar chicletes durante a recepção.
  • Ser pontual.
  • Não usar óculos escuros na recepção.
  • Vestir-se com roupas formais e discretas.
  • Evitar gírias.
  • Na despedida sempre desejar “Volte Sempre” ou “Volte mais vezes”, colocando-se junto as portas de saída.
  • É importante que na procissão de saída, que o caminho esteja sempre liberado e sem aglomerações..

SEGURANÇA

Para o Acolhimento ser eficiente, devemos estar sempre atentos a todos os movimentos e atos ocorridos antes, durante e apos a missa.Muitas pessoas passam necessidades, e sentem-se envergonhadas de pedir auxilio, se estivermos atentos notaremos o desconforto das pessoas, e poderemos ajudá las. Observando as pessoas podemos identificar os paroquianos assíduos, onde é necessário criar um canal de comunicação para que todos sintam-se em casa e os visitantes sempre tenham vontade de voltar.

Dentre todas as maneiras de bem receber, não podemos esquecer que estamos fazendo a Acolhida em local publico e para isto devemos ter consciência que nem todos estão com o mesmo objetivo ou necessidades.

Infelizmente temos que ter certos parâmetros de segurança, para que nossos paroquianos sintam-se seguros e protegidos. 

É importante que ao observarmos as pessoas, possamos identificar pessoas que procuram vender coisas dentro da igreja, aplicar golpes aos menos avisados, e importunar quem esta rezando.

Nosso papel é identificar e avisar o segurança da paróquia ou o pessoal da sacristia ou secretaria.

Emergência

Num local de aglomerações de pessoas , sempre é possível ocorrer fatos que necessitem de um pronto atendimento.

Nunca oferecer qualquer tipo de remédio (os efeitos colaterais podem até matar uma pessoa).

Em caso de queda procurar isolar a área para que a pessoa consiga levantar-se sozinha, não havendo condições solicitar o Resgate.

Num ataque epilético, proteger a pessoa, para que não se machuque, dando tempo e apoio a mesma, para que ela não se sinta envergonhada.

Nos desmaios, isolar a área para ventilar, procure recobrar os sentidos pelos métodos naturais, na persistência chame o Resgate.

E comum em lugares como igreja aparecerem muitas pessoas dando palpites bem como médicos não especializados, no caso de dúvida solicite o Resgate que é o meio oficial de atendimento médico (193).

Obs. Havendo transporte da pessoa para um hospital, se ela estiver sozinha , é obrigatório o acompanhamento até a comunicação da família.

Formação do Acolhedor

Como dissemos, o amor é o principal ingrediente para Acolher, mas são necessários alguns complementos para aplicar este amor em comunidade e em grupo.

A pastoral da Acolhida segue os objetivos e propostas formuladas pela nossa CNBB, participando de cursos de formação e reciclagem, onde através de palestras, são passados a todos os componentes as orientações a todos os componentes da Acolhida. É através de palestras especificas que complementaremos nossa formação pratica e espiritual.

Como formação espiritual os participantes são incentivados a trabalhar em outras frentes de serviços tais como: Batismo Crisma, Catecismo, Curso de Noivos, Encontro de Casais, Encontro de Segunda União, Encontro de Jovens, Participar de Encontros de formação Bíblica, etc.

Como formação prática, são indicados livros, filmes, palestras e é mantido um informativo mensal sobre os princípios da Acolhida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s