8 pontos sobre as orientações da Igreja sobre o sepultamento dos fiéis defuntos

viver-a-paz

O Vaticano apresentou um documento sobre o sepultamento de defuntos e a conservação de cinzas em caso de cremação, intitulado de Ad resurgendum cum Christo, elaborado pela Congregação para a Doutrina da Fé, presidida pelo Cardeal Gerhard Müller, e nós queremos compartilhar um pequeno resumo do documento.

1- A Igreja prioriza e incentiva seus fiéis a enterrarem os seus entes queridos em cemitérios.

2- Ela permite no entanto a cremação, principalmente se isto for necessário por questão de higienes, econômicas e social em alguma região.

3- No entanto a cremação não pode estar ligada a razões contrárias a Fé: Espiritismo, Panteísmo, Gnosticismo

4- O Corpo é templo do Espírito Santo e é portanto Sagrado.

5- Não se deve conservar cinzas em casa, porém o Bispo Diocesano pode dar esta concessão se não ver perigo de abuso.

6- Não se deve sob hipótese alguma dividir as cinzas, ou armazená-las em jóias.

7- Deve se preferir no caso da cremação, guardar em algum lugar sagrado e não se deve dispersar as cinzas na natureza para se evitar equívocos.

8- Se alguém manifestou o desejo de cremação e o descarte da natureza por motivos a-católicos, deve-se negar a ele exéquias cristãs.

Publicado originalmente na página do Facebook O Vaticano II em Debate: Concílio e Tradição.